Destaques

Aceda às CIRCULARES da AAP na secção de NOTÍCIAS - CIRCULARES...

Armeiros receiam pelo futuro de 300 empresas PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Sexta, 23 Dezembro 2011 15:34

ARMEIROS RECEIAM PELO FUTURO DE 300 EMPRESAS - 800 POSTOS EM RISCO

Na sequência de uma entrevista concedida pelo Presidente da A.A.P., Sr. Artur Guérin, ao jornal diário "Correio da Manhã", foi publicada a noticia que a seguir se transcreve, na edição do dia 23 de Dezembro de 2011:

"A informatização do comércio de armas e munições é uma das 100 medidas apontadas pela Associação dos Armeiros de Portugal (AAP) para que não fiquem em causa as 300 empresas e os 800 postos de trabalho do sector, que factura por ano 30 milhões de euros. Segundo Artur Guérin, presidente da AAP, 'deste modo libertar-se-iam muitos elementos das forças policiais para outras tarefas, aceleravam-se os processos de licenciamento e uniformizavam-se todos os procedimentos nos comandos da PSP'.

Para o responsável dos armeiros, é preciso reduzir a carga burocrática, haver maior diálogo com a PSP e desincentivar o comércio particular de armas, a fim de evitar que 'a compra de uma arma legal em Portugal seja um verdadeiro martírio'.